Três maneiras de preparar os filhos antes do divórcio

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestShare on Google+Email this to someone

Durante o processo de divórcio de um casal, diversas áreas da vida dos dois podem acabar sendo comprometidas. A principal delas, sem dúvida é a família, e é muito importante entender como preparar os filhos antes do divórcio, para que o processo seja menos doloroso e complicado.

Você, seu ex-cônjuge e seus filhos podem e devem continuar sendo muito felizes após o divórcio. O fim de uma relação, mesmo que por muitas vezes seja algo triste, deve ser encarado como um recomeço para ambos.

Para que o divórcio seja o mais tranquilo possível, o ideal é que você encare o processo com naturalidade e com a cabeça aberta. Nessa hora, é importante minimizar toda e qualquer consequência que a separação possa trazer para os seus filhos, e algumas atitudes simples são essenciais para preparar os filhos antes do divórcio.

Listamos três delas e contamos para você nesse post. Não perca!

Confira três maneiras de preparar os filhos antes do divórcio:

Preparar os filhos antes do divórcio

Uma boa conversa pode ajudar a preparar seus filhos antes do divórcio.

Conversar abertamente

Um dos segredos para preparar os filhos antes do divórcio é manter uma conversação sincera e clara com eles. Você precisa explicar as mudanças que ocorrerão dali para a frente, contextualizando e esclarecendo as dúvidas que forem surgindo pelo caminho.

É claro que você não precisa entrar nos detalhes mais íntimos para preparar os filhos antes do divórcio, mas o ideal é que, nesse e em todos os momentos, você seja sincero e compreensivo, sejam seus filhos crianças ou adolescentes.

Não adianta esconder dos filhos o que está acontecendo no ambiente familiar. Portanto, é importantíssimo que você preze pela sinceridade e pelo diálogo claro e totalmente aberto ao preparar os filhos antes do divórcio. Uma relação de confiança, parceria e cumplicidade com os filhos é o primeiro passo para uma vida em família feliz e saudável.

Não culpabilizar nenhum dos pais pela separação

Sabemos que o momento do divórcio de um casal pode acabar sendo muito conturbado e com algumas mágoas ou ressentimentos. Porém, lembre-se: seus filhos não precisam e não devem se envolver nas brigas que ocorreram durante o casamento. As desavenças que ocasionaram o final de uma união dizem respeito apenas ao casal.

Portanto, evite culpar seu ex-cônjuge pelo insucesso da relação, e denegrir sua reputação quando estiver referindo-se a ele durante uma conversa com seus filhos. Este tipo de prática, além de criar uma barreira na relação entre os filhos e o pai, ainda pode resultar na Síndrome de Alienação Parental, que gera graves danos psicológicos às crianças e adolescentes, e pode resultar em responsabilização. Para preparar os filhos antes do divórcio, é preciso que os pais, em primeiro lugar, preocupem-se com o bem-estar e com a felicidade da família acima de tudo.


Você pode se interessar por:

4 dicas valiosas para homens que estão em processo de separação
Você sabe quanto custa um divórcio no Brasil?
Quero me divorciar: 3 passos do que devo fazer


Ouvir o que os filhos tem a dizer

Provavelmente, depois de conversar e preparar os filhos antes do divórcio, existirão algumas dúvidas ou questionamentos que eles sentirão a necessidade de fazer a você ou a seu ex-cônjuge.

Nessa etapa, é importante que os pais ouçam tudo que os filhos tem a dizer. Tal atitude demanda a preparação para lidar com questionamentos e muita clareza ao repassar informações ou esclarecer dúvidas que eles possam vir a ter.

O ideal é buscar, acima de tudo, minimizar os efeitos da separação na vida dos filhos, deixando claro que, tanto pai quanto mãe continuarão oferecendo todo o carinho e atenção que eles merecem. A felicidade de seus filhos não deve depender do seu casamento!


Gostou do post? Este artigo foi escrito com orientações de Larissa Franzoni, Advogada especialista em Direito de Família e Sucessões, inscrita na OAB/SC sob o nº 22.996. Caso tenhas alguma dúvida com relação ao assunto abordado, fique à vontade para escrever um e-mail: larissa@franzoni.adv.br.

LEMBRE-SE: este post tem finalidade apenas informativa. Não substitui uma consulta a um profissional. Converse com seu advogado e veja detalhadamente tudo que é necessário para o seu caso específico.