Dicas e orientações para planejar a vida depois do casamento

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestShare on Google+Email this to someone

Iniciar uma vida a dois é um passo e tanto na vida de qualquer pessoa. Por isso, ao optar pelo casamento e começar a partilhar o cotidiano com a pessoa amada, é muito importante ter em mente as mudanças que virão no futuro. Planejar a vida depois do casamento pode ser o segredo para ter uma união duradoura e de muita sinceridade e companheirismo.

>> Escritório de direito de família em Florianópolis

Porém, como iniciar esse planejamento? Quais aspectos são mais importantes quando um casal opta pelo matrimônio? Para evitar dores de cabeça e poder aproveitar com tranquilidade a vida a dois, você precisa tomar algumas medidas que facilitem as coisas no futuro.

Com uma boa dose de organização para com o compromisso assumido com o cônjuge, é possível construir uma relação sólida e transparente. Por isso, listamos as principais orientações para que essa fase de mudanças na vida do casal seja tranquila e sem preocupações. Essas dicas para planejar a vida depois do casamento também são válidas para casais homoafetivos. Não perca!

Conheça dicas para planejar a vida depois do casamento

Planejar a vida depois do casamento

Planejar a vida depois do casamento é essencial para curtir os momentos especiais de conquista.

Faça um acordo pré-nupcial para a partilha de bens

Essa dica, na verdade, diz respeito à um período anterior ao casamento. O acordo pré-nupcial para a partilha de bens garante que, na eventualidade de um futuro divórcio ou separação, o casal evite batalhas judiciais ao realizar a divisão do patrimônio. Sabemos que ninguém decide casar-se pensando em um divórcio, mas justamente para garantir que a relação será transparente e que todos os aspectos que dizem respeito à partilha estarão combinados desde o início pode facilitar a vida de ambos caso a relação, por qualquer motivo que seja, seja finalizada.


Você pode gostar de:

Reconhecimento de filhos com dupla paternidade ou maternidade: saiba mais
Qual a importância do acordo pré-nupcial para a partilha de bens
Planejamento sucessório para proteger o patrimônio


O acordo pré-nupcial é um contrato assinado antes do casamento, no qual constam determinações sobre o regime de bens adotado na união do casal. Esse contrato reforça o compromisso do casal para com a relação: ele permite que a transparência seja a principal característica da união e ainda protege os cônjuges de problemas como a contração indevida de dívidas após a separação. Se você está pensando em se casar e ainda não estabeleceu seu contrato pré-nupcial para a partilha de bens, a orientação de um advogado especializado em direito da família pode facilitar o processo e, inclusive, auxiliar na compreensão da importância do documento.

Faça um planejamento orçamentário para gerenciar a vida depois do casamento

O casamento é uma vida completamente nova em todos os aspectos. É uma mudança compartilhada com outro alguém e que merece todo o cuidado e atenção. Por isso, nada mais justo do que fazer um planejamento orçamentário do casal para que essa nova etapa da vida de ambos inicie sem transtornos ou surpresas desagradáveis.

A realização de um planejamento orçamentário permite que o casal consiga visualizar possíveis despesas e gastos e evitar a contração de dívidas. É preciso ter a compreensão de que, com o advento do casamento, boa parte das responsabilidades e das contas poderão ser compartilhadas de alguma forma. Por isso, ter um instrumento que possibilite vislumbrar as movimentações financeiras do casal é um aspecto indispensável: tal cuidado evita, inclusive, brigas ou desentendimentos motivados pela desorganização. Além de deixar claro o percentual que cada um despenderá para as despesas sem que fique pesado para nenhum dos lados, isso também protege a individualidade, já que uma parte do dinheiro pode ser reservado para os gastos individuais.

Além disso, com um planejamento orçamentário bem estruturado e que permita fazer projeções para o futuro, o casal pode começar a pensar na aquisição de bens, na realização de um financiamento ou até mesmo na ampliação da casa ou apartamento em que residem. Quem sabe, inclusive, realizar a tão sonhada viagem para aquele destino paradisíaco? Planejem-se e aproveitem a vida a dois.

Divida responsabilidades e compartilhe os momentos

A máxima “na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza”, aqui, é muito bem-vinda. Casamento significa parceria e divisão de responsabilidades. É importante que, ambas as partes tenham consciência de que, para que o relacionamento seja tranquilo e duradouro, cada um precisa fazer concessões e esforços.

Divida as responsabilidades com o seu cônjuge, sejam elas profissionais ou do âmbito doméstico. Transparecer segurança e parceria, em um casamento, pode ser o ingrediente perfeito para que o casal aproveite essa fase tão especial e evite quaisquer transtornos.


Gostou do post? Este artigo foi escrito com orientações de Larissa Franzoni, Advogada especialista em Direito de Família e Sucessões, inscrita na OAB/SC sob o nº 22.996. Caso tenhas alguma dúvida com relação ao assunto abordado, fique à vontade para escrever um e-mail: larissa@franzoni.adv.br. Curta nossa fan page no Facebook e siga-nos no Instagram.

LEMBRE-SE: este post tem finalidade apenas informativa. Não substitui uma consulta a um profissional. Converse com seu advogado e veja detalhadamente tudo que é necessário para o seu caso específico.